Curiosidades e tudo que você sempre quis saber...


Para entender a história... é uma publicação técnico-científica on-line independente brasileira, indexada pelo IBICT, Latindex, CNEN e LivRe; no ar desde sexta-feira 13 de Agosto de 2010.
Não possui fins lucrativos, seu objetivo é disseminar e difundir o conhecimento através de artigos com qualidade acadêmica e rigor cientifico, mas linguagem acessível ao grande publico.

Periodicidade: Semestral (edições em julho e dezembro) a partir do inicio do ano de 2013.
Mensal entre 13 de agosto de 2010 e 31 de dezembro de 2012.

Livros com preços promocionais a partir de 4,99.

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Balanço do mês de Fevereiro de 2011 - Para entender a história...


Para entender a história... ISSN 2179-4111. Ano 2, Volume fev., Série 28/02, 2011, p.01-03.


Neste mês de fevereiro, a despeito do carnaval ainda não ter chegado, recuperamos o ritmo de novembro, recebemos 24.295 visitas, distribuídas entre mais 80 países, totalizando 98.700 visualizações desde 13 de agosto de 2010.
Para os estrangeiros que não entenderam a piada: no Brasil se diz que o ano só começa depois do carnaval.



Além de indexado pelo IBICT e LATINDEX; Para entender a história... está desde fevereiro indexado também pelo CNEN - Portal do Conhecimento Nuclear - e LivRe – Catálogo de Revistas Cientificas on-line -, ambos pertencentes ao Ministério de Ciência e Tecnologia da Republica Federativa do Brasil.
Apesar da publicação não constituir propriamente um blog, usando tão somente a base de hospedagem gratuita de dados do Google, através do blog spot; Para entender a história... foi indexado pelo IBSN - Internet Blog Serial Number – pelo número de registro 217.941.100.0.

Consolidando o reconhecimento como publicação técnico cientifica on-line, inserimos em todos os artigos uma marca no inicio de cada texto, contendo o volume, número de série e paginação.
Mudamos um pouco o layout da lateral da publicação e seu rodapé, com a inclusão de dicas para os leitores, tal como cursos gratuitos que emitem certificado e bibliotecas/arquivos que disponibilizam textos on-line.  

Juntaram-se ao um conselho editorial mais dois nomes da área de história, sociologia e economia.

Agora, fazem também parte do conselho editorial:

1. Wanderlei Clarindo da Silva, colega de Claretiano e ativista do movimento negro.
Ele possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Viçosa (1999), mestrado em Integração da América Latina pela Universidade de São Paulo (2004) e doutorado em Sociologia pela Unesp (2009).

Já lecionou na Universidade do Estado de Minas Gerais e Universidade Federal de São Carlos.
Atualmente é professor do Centro Universitário Claretiano e pesquisador do Núcleo de Apoio à Pesquisa em Estudos Interdisciplinares sobre o Negro Brasileiro da Universidade de São Paulo (NEINB/USP).
Tem experiência nas áreas de Economia e Sociologia, com ênfase em Relações Raciais no Brasil e em Cuba, atuando principalmente nos seguintes temas: desigualdades raciais, desigualdades sociais e econômicas.


2. Samanta Colhado Mendes, colega de Claretiano e ativista do movimento anarquista.
Ela possui graduação em História (licenciatura e bacharelado) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Unesp (2006), mestrado em Historia e Cultura Social pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (2010) e é pós-graduanda em Revisão de Texto.
Atualmente é professora da Rede Municipal de Ensino de São Paulo- EMEF Altino Arantes -, da rede Estadual de Ensino de São Paulo - E.E. Dr. Felício Laurito - e tutora presencial do curso de Licenciatura em História do Centro Universitário Claretiano. Tem experiência na área de História, com ênfase em História Social, atuando principalmente no seguinte tema: mulher; anarquismo; movimento operário.

Na seção dedicada à publicação de artigos de convidados e membros do conselho editorial, as quartas-feiras, foram publicados um artigo da professora Samanta Colhado Mendes e dois artigos do professor Marcus Vinícius de Morais.

Neste mês recebemos e publicamos os artigos dos leitores Eliane Santos Moreira e Naicon de Souza Brinco.
Aproveitamos a oportunidade para agradecer, como sempre, as colaborações e parabenizar todos pelos excelentes textos, estendendo o convite aos demais leitores para remetam artigos para submissão.

Os interessados devem enviar artigos dentro dos parâmetros fixados nas normas de publicação disponíveis no link “Colaborações”.
Para os iniciantes na carreira docente ou estudantes universitários, ressaltamos que é interessante publicar artigos em periódico científico indexado, tal como este, pois, ao incluir o texto no currículo lattes, este passa a contar pontos em concurso publico, em candidatura à vaga como professor universitário no setor público e privado.

Mudando o foco, outro dado interessante em janeiro foi o aumento no número de seguidores, subiu de 51 pessoas para 60.
Para os leitores que ainda não estão seguindo a publicação, lembramos que basta clicar no link “seguir” e aceitar as orientações decorrentes.
Os seguidores ficam informados sobre atualizações e ajudam a trazer maior prestigio a publicação com sua ilustre presença.

Neste mês de fevereiro, as postagens mais populares, respectivamente com o numero de acessos, foram:
01. História do Analfabetismo no Brasil (2.727).
02. Periodização e História (1.475).
03. História indígena na América portuguesa (1.208).
04. A passagem da antiguidade para o feudalismo (971).
05. A revolução francesa foi causada pela fome (898).
06. A ascensão da monarquia absolutista na Inglaterra (555).
07. A organização social do alto Império Romano (420).
08. O imaginário popular na época dos descobrimentos (300).
09. Reflexões acerca do inicio da utilização da mão de obra africana (170).
10. Intelectuais, pensamento social e educação (168).

Agradecemos os leitores e desejamos um bom divertimento.

Prof. Dr. Fábio Pestana Ramos.
Editor de Para entender a história...

Um comentário:

  1. PARABÉNS PELOS 103524 VISITAS ON-LINE,SUCESSO SEMPRE.ABRAÇOS

    ResponderExcluir

Esteja a vontade para debater idéias e sugerir novos temas.
Forte abraço.
Prof. Dr. Fábio Pestana Ramos.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.